10 passos para você deixar seu emprego temporário e trabalhar na sua área na Austrália

  • AustráliaMorar no ExteriorTrabalhe e Estude
  • 06, dezembro de 2017

A maior ilha do mundo e, ao mesmo tempo, o menor continente: a Austrália tem 23 mil milhas de costa, o tamanho dos Estados Unidos (fora o Alaska) e 25 vezes o tamanho do Reino Unido! Por outro lado, a população de 24 milhões de pessoas representa apenas um terço da população total do Reino Unido. Isso significa que o país ainda tem muito a crescer: há muitas vagas de emprego e busca por pessoas qualificadas para exercer determinadas funções.


Uma das grandes vantagens para quem deseja trabalhar na Austrália e, quem sabe, seguir uma carreira no país é que os australianos são extremamente receptivos aos estrangeiros. Justamente por ser um país multicultural, a Austrália aprendeu, ao longo dos anos, a conviver com pessoas das mais diversas nacionalidades.

Milhares e milhares de estudantes desembarcam no país todos os anos. Em Sydney, a origem dos estudantes internacionais é bem variada: 35% vem da Europa, 35% são da Ásia e 25% da América Latina (e aqui incluímos os brasileiros).

 

Como estudante na Austrália, você pode se candidatar a qualquer tipo de emprego, desde que tenha as qualificações necessárias, o nível de inglês exigido, e que não ultrapasse as 20 horas semanais permitidas (40 horas semanais em férias escolares).

Barista: profissão para estudantes internacionais na Austrália

Geralmente, os brasileiros com nível básico a intermediário de inglês, buscam empregos como: baby-sitter, garçom ou garçonete, atendente em bares, cafés ou lojas, ajudante de limpeza e pedreiro. A busca por emprego pode começar através da internet. Os principais sites com vagas na Austrália são:

Porém, com nível de inglês avançado, há maiores chances de conseguir trabalhos mais qualificados. Então, se você está em busca de uma oportunidade de trabalho e ainda é estudante, mas pretende seguir renovando o visto para novos cursos e uma possível imigração, aposte na busca por um emprego na sua área ou em um segmento no qual tenha afinidade.

Para ajudar você nesta tarefa, vamos dar todos os passos para você sair do subemprego e conseguir trabalhos com melhor remuneração e que farão a diferença no currículo profissional. Acompanhe:

  1. Antes de qualquer procura, é preciso elaborar um currículo (ou résumé, como é chamado na Austrália). Um bom currículo, com gramática impecável e todas as suas qualificações listadas, além da área de formação e cursos extras: essa é a primeira porta de entrada para o mercado de trabalho.
  2. Estude e melhore seu inglês. O tipo de trabalho está diretamente relacionado ao seu nível no idioma. Com inglês básico ou intermediário, por exemplo, é possível que você trabalhe em posições como: atendente de limpeza, barista ou pedreiro. Com o nível do idioma mais avançado, você já pode aplicar para vagas de maior complexidade – e que podem pagar melhores salários.
  3. Tenha em mãos o Tax File Number, requerido através do site do Australian Taxation Office. Ele é exigido pelos empregadores, e é o principal documento na hora de buscar por uma vaga. Muitas empresas preferem que o colaborador seja registrado como autônomo, através do Australian Business Number (ABN) que permite emissão de nota fiscal. Não esqueça de respeitar o limite máximo de horas trabalhadas conforme a permissão para estudantes.
  4. Conviva com pessoas de outras nacionalidades. Além de abraçar a oportunidade de conviver com moradores locais, desenvolver o idioma e conhecer mais sobre a cultura australiana, as chances de conseguir um emprego por indicação aumentam. Os australianos ou pessoas de outras nacionalidades que vivem no país podem ser um excelente networking.
  5. Ainda que você esteja trabalhando em um lugar que não queira, apenas para juntar dinheiro ou até que surja uma oportunidade melhor de trabalho, tenha respeito pela empresa. Faça seu trabalho da melhor forma possível: ele pode ser seu cartão de visitas para novas oportunidades de emprego.
  6. Um alerta sobre os sites com ofertas de emprego: eles são muito válidos, sim, mas não podem ser a sua única estratégia de colocação no mercado.
  7. Você é o único responsável pela sua carreira, portanto a busca pelo trabalho ideal é tarefa sua. E um dos fatores que mais causam frustração é o imediatismo. É importante ter consciência que a procura pelo emprego ideal nem sempre é um processo fácil. Se no Brasil já é difícil, imagine então em um país cujo idioma não é a sua língua nativa. Então, tenha paciência.
  8. Pesquise sobre o mercado e as empresas nas quais você gostaria de trabalhar. Estude as características destas companhias e descubra a forma como elas recrutam.
  9. Prepare-se para a entrevista. Você vai estar diante de alguém que quer saber detalhes sobre suas habilidades profissionais e pessoais. Palavras mal pronunciadas, contradições ou demonstração de insegurança podem colocar tudo a perder. Geralmente o empregador não tem muita paciência para falar de forma pausada, ou ouvir alguém que não domina o idioma, quando se trata de determinados cargos. Uma sugestão é ensaiar na frente do espelho ou pedir orientação de outra pessoa que possa corrigir eventuais erros de pronúncia. Dessa forma você evita gafes e não compromete o sucesso da entrevista. O conhecimento que você demonstra será o principal fator motivador da sua contratação.
  10. Seja pontual nas entrevistas.Chegar atrasado, por exemplo, é visto como extremo desrespeito. E, embora pareça irrelevante, a aparência pessoal é bastante importante. Vista-se para a entrevista de acordo com a vaga que almeja.

Trabalhar em uma empresa australiana traz mais vantagem para o profissional do que apenas a fluência no idioma. Colocar no currículo uma experiência no mercado de trabalho internacional costuma destacar o profissional em seleções de emprego no Brasil. Além disso, a possibilidade de crescimento dentro da própria empresa australiana pode ser o fator decisivo na hora de renovar o visto e galgar uma entrada no país como residente.

Depois de estar inserido no seu meio profissional, você poderá incrementar o vocabulário técnico, conhecer a fundo a cultura empresarial australiana e, com isso, ganhar confiança para crescer na carreira!

Ficou curioso sobre como estudar, trabalhar e viver na Austrália? A gente pode ajudar você com suas dúvidas! Preencha o formulário abaixo e solicite um rápido orçamento!

 

2beStudy
sobre o autor

2beStudy

Fundada em 2003, a 2be Study Group vem crescendo no segmento de educação internacional no Brasil, oferecendo o intercâmbio ideal em todas as fases da sua vida.

Nenhuma resposta para esse artigo ainda

Deixe uma resposta

Faça agora um orçamento online para seu intercâmbio

Em menos de 2 minutos você envia as informações e entraremos em contato muito breve! Faça seu intercâmbio agora!

Vamos lá