Logo 2beStudy
Intercâmbio depois dos 30 anos: uma experiência inesquecível

Intercâmbio depois dos 30 anos: uma experiência inesquecível

  • Dicas GeraisMorar no ExteriorTrabalhe e EstudeTurismoWork
  • 08, março de 2018

Quais os melhores países para fazer intercâmbio depois dos 30 anos?

Com mais de 30 anos, muitas pessoas já têm uma profissão, com carreira consolidada e objetivos estabelecidos. Mas é também essa época da vida que muita gente caracteriza como ponto de virada: alguns resolvem mudar de área, casar ou ter filhos, comprar a casa própria… ou fazer um intercâmbio!

Sim, fazer uma viagem longa depois dos 30 anos é ainda mais gratificante. Pois é nessa fase da vida em que realmente damos mais valor àquilo que conquistamos, não é mesmo?

Geralmente, quem opta por fazer intercâmbio depois dos 30 anos é porque já pode pagar a viagem do próprio bolso, e decide “dar um tempo” no mercado de trabalho para aprender uma nova língua e vivenciar uma nova cultura.

Sem muito tempo a perder, quem tem mais de 30 anos já tem objetivos mais plausíveis, sabe bem onde quer chegar e sabe que as oportunidades valem ouro. Não é à toa que, nos últimos anos, o mercado de intercâmbios viu crescer o número de estudantes com mais de 30 anos em 80%!

Mais maduros, os estudantes com mais de 30 não desperdiçam nenhuma etapa do planejamento para “cair no mundo” – pensam em tudo com dedicação e carinho, desde a escolha do país até o tempo em que ficarão fora.

Para atender a esse público específico, há até algumas escolas de idiomas focadas em pessoas com 30 anos. A EC English, por exemplo, tem programas exclusivos para quem tem mais de 30 e quer compartilhar experiências com colegas mais maduros e com a mesma mentalidade.

A EC English tem escolas em Londres, em Nova York, em Toronto e em Malta. Os cursos disponíveis são: inglês geral, inglês para o trabalho, inglês na cidade (onde os alunos interagem com nativos e visitam lugares conhecidos da cidade onde estão morando), inglês e desenvolvimento de carreira internacional.

Neste último curso, você aprende inglês enquanto traça um plano de carreira, obtendo – direto da fonte – conhecimento de liderança empresarial e informações de empresas reais.

Para eleger os países considerados ideais para quem tem essa idade, é preciso considerar dois fatores: o tempo de intercâmbio e o orçamento disponível.

Veja bem, se você pretende ficar um período prolongado (mais de três meses) morando e estudando em outro país, podemos indicar um dos países onde é possível combinar estudo e trabalho: Nova Zelândia, Austrália, Canadá ou Irlanda.

Mas, se você prefere apenas tirar um período sabático, estudando outra língua sem ter a preocupação de ganhar dinheiro para bancar seus custos, escolha qualquer um dos países, de acordo com suas preferências pessoais.

Estude o clima, a cultura, as atividades principais, os hábitos da população, e decida pela cidade que mais lhe agrada. Há várias opções de acomodação – desde casa de família até o aluguel de um apartamento por conta própria. O que importa é que, ao fazer um intercâmbio, você já estará saindo da zona de conforto – e isso transforma a vida para melhor!

Tem mais de 30 anos e ficou com vontade de fazer um intercâmbio? Converse com a gente! Deixe seu comentário e teremos o maior prazer em ajudar você!

 

Tags:
depois dos 30intercâmbioviajar
2beStudy
sobre o autor

2beStudy

Fundada em 2003, a 2be Study Group vem crescendo no segmento de educação internacional no Brasil, oferecendo o intercâmbio ideal em todas as fases da sua vida.

Nenhuma resposta para esse artigo ainda

Deixe uma resposta

Faça agora um orçamento online para seu intercâmbio

Em menos de 2 minutos você envia as informações e entraremos em contato muito breve! Faça seu intercâmbio agora!

Vamos lá